Comércio Digital: Como Se Adaptar?

Com certeza você ou alguém que conhece já fez muitas compras pela internet. Já parou para pensar o quanto isso tem se tornado nosso cotidiano? E o quanto é preciso fazer parte desse modelo digital de compra e venda para não ficar atrás da concorrência?

Empresas online tem se tornado algo muito comum nas redes sociais. Mesmo antes da pandemia do covid-19, nós éramos capazes de perceber a expansão desse tipo de negócio digital. E ele se tornou essencial no período de quarentena. 

Roupas, comidas, jóias, sapatos, e qualquer outra coisa de que precise é possível ser encontrada na internet para comprar. Muitas lojas já obtinham além da opção da loja física, uma digital através de sites. Mas com o tempo algumas acabaram sendo quase substituídas pelos meios digitais.

Livrarias, por exemplo, um grande número de lojas físicas tem sido fechadas. As pessoas tem cada vez mais comprado livros por sites ou tendo preferência por livros digitais. Assim como jornais e revistas estão escassos em sua forma física.

O ponto é que com o avanço da tecnologia e a facilidade que temos com a internet nos dando quase todas as informações que desejamos, as pessoas estão enxergando nela um meio de empreender. 

Comércio no mundo digital

Você provavelmente já ouviu o termo e-commerce (ou “comércio eletrônico” em português), que nada mais é que a comercialização de produtos e serviços pela internet, onde as transações são feitas por meio de dispositivos eletrônicos, como computadores e smartphones.

Esse tipo de comércio pode contar com diversos canais de vendas. O mais conhecido é a loja virtual. Porém, também temos outros, como marketplaces, vendas nas redes sociais e até vendas por e-mail marketing.

Se você deseja dominar melhor seu conhecimento sobre comércio digital, estude e pesquise mais sobre o e-commerce pois ele engloba tudo o que precisa saber.

Plataformas online

O Instagram é a sexta maior rede social do mundo, com 1 bilhão de usuários ativos, e também onde você vai encontrar um maior número de empresas, seja das que tem loja física ou das que são somente digitais. Empreendedores têm investido nessa rede para começar seus negócios.

Com suas muitas ferramentas, o Instagram torna possível que os perfis tenham um grande alcance. Pessoas de diversos lugares, bairros e cidades próximas, podem contatar alguma empresa através de seu perfil e assim realizar seu pedido. A maioria das coisas agora é adquirida por entrega, e o pagamento pode ser feito por transferências ou diretamente ao entregador, a empresa é quem decide.

Esse modelo de compra e venda está cada vez mais comum e evoluindo seus procedimentos para ficar ainda mais fácil de ser realizado. Com certeza você ou alguém que você conhece já fez compras no Ifood, na Amazon ou de alguma loja online no Instagram.

Por falar na Amazon, ela é o maior exemplo que podemos ter de um negócio que prosperou nas plataformas online. Eles vendem todas as categorias de objetos e são um dos responsáveis pela diminuição das livrarias físicas, já que vendem livros por encomenda e fornecem o Kindle Unlimited, onde você pode encontrar diversos títulos no formato digital.

Para empreender é necessário que você esteja sempre por dentro das mudanças no mundo e se adaptando a elas. E o mundo digital é onde as pessoas passam uma grande parte de seu dia, seja no Facebook, WhatsApp, Instagram, Twitter, YouTube ou pesquisando no Google.

Então aqui vão algumas dicas para quem deseja entrar nesse ramo ou obter sucesso nele:

1- Observe em qual rede o seu público alvo se encontra em sua maioria.

É preciso ter uma noção de onde seus clientes se enquadram melhor. Eles são em sua maioria jovens que gostam de moda? São pessoas mais velhas que se interessam por culinária? 

Cada rede social tem uma maioria. Por exemplo, estudos apontam que o Instagram tem uma maioria de pessoas jovens, enquanto o Facebook uma maioria de pessoas mais velhas.

Estude e saiba onde e como abordar seus possíveis clientes.

2- Aproveite todas as ferramentas e vantagens que as redes podem te oferecer.

As redes têm muitas ferramentas, algumas até escondidas, onde você pode conseguir um bom alcance e alavancamento do seu negócio. O Instagram, como já dito anteriormente, é uma delas, com suas muitas opções de postagens e compartilhamentos entre perfis. 

Mas além das opções de engajamento que são de graça, eles também possuem algumas pagas como o Instagram Ads, onde você paga para que sua postagem apareça como um anúncio em outros perfis (como os outdoors costumam fazer nas ruas, onde você passa e sempre acaba com os olhos em um promocionando algo). O Facebook segue uma linha muito parecida, já que pertencem ao mesmo dono.

Você precisa explorar e conhecer as ferramentas existentes em cada rede, e assim ver qual será melhor para promover o seu negócio.

3- Esteja sempre por dentro de memes e assuntos importantes para o seu público.

É claro que isso depende muito do ramo de sua empresa, se for um negócio com uma postura mais formal não poderá aderir a uma estratégia de marketing mais brincalhona ou se posicionar em determinados fatores.

Mas se você possui ou deseja começar um negócio mais maleável, especialmente se seu público alvo são pessoas mais jovens, é importante estar sempre por dentro de memes e brincadeiras entre elas. Um marketing criativo e dinâmico, ou até mesmo um pouco engraçado, pode fazer com que as pessoas se interessem pelo seu perfil e queiram compartilhar o conteúdo que você tem a oferecer.

Assim como assuntos do momento ou interessantes que você possa disponibilizar, através de um marketing de conteúdo.

Benefícios e dificuldades que podem ser encontradas

O Brasil possui uma desigualdade muito grande, então é claro que muitas pessoas não tem os recursos necessários para se adaptar a esse novo modelo de comércio, e ele não é comum em todos os lugares, já que em muitas cidades do interior a internet não toma tanto o tempo das pessoas.

Mas para muitas ele pode ser um meio de adquirir uma renda extra ou toda ela até conseguir uma fixa. Em muitos casos, começar um negócio digital pode sair mais barato do que pagar o aluguel e as contas de uma loja física localizada em um centro comercial. 

Muitas pessoas tem o sonho de ter seu espaço físico, e começam pelos meios digitais sem gastar com engajamento nas redes, apenas pedindo para seus amigos e conhecidos compartilharem. Até conseguir pedidos e renda suficientes para ter seu próprio espaço.

Pode ser um percurso muitas vezes difícil e demorado para quem está apenas começando, mas é uma boa forma de você expor seu trabalho para as pessoas admirarem e quererem adquiri-lo. E tudo através de um alcance que pode chegar a outras cidades.

E para quem já tem uma loja física também é muito válido fazê-la ser conhecida nos meios digitais, chamando clientes para a mesma e até ganhando alguns (ou muitos) virtuais.

O fato é que os meios digitais podem ajudar muitas empresas e começar outras. Pessoas de todas as idades podem fazê-lo, com ajuda profissional ou não. A tecnologia e a internet fazem parte de nossas vidas no presente e são o futuro, por isso precisamos nos adaptar a ela.

A Pacto Consultoria Jr. pode te ajudar em algumas dessas etapas de adaptação e a montar estratégias. Com nossa solução Plano de Marketing, você conseguirá uma vantagem em relação aos concorrentes.