Marketing de Guerrilha

A origem desse termo

O termo Marketing de Guerrilha foi originado da guerrilha bélica. Esse termo tem o objetivo de mostrar que, como no mundo real, em que dois ou mais países se confrontam, no mundo do comércio também existe essa guerra para ver quem é o melhor.

Cada marca é um país que usa todos os poderes e ações do marketing para se confrontar e ver quem ganha. Esse tipo de marketing surgiu na década de 70 devido à necessidade de novas técnicas publicitárias, porém só atingiu seu ápice em 80.

O marketing de guerrilha propõe que é possível desenvolver campanhas e ações publicitárias, criativas e inovadoras, sem investir muito dinheiro.

As formas para desenvolver esse marketing são as mais diversas: intervenções nas ruas, colocação de objetos em lugares estranhos, banners diferentes. Tudo isso para chamar atenção do cliente de uma forma inusitada, destruindo qualquer tipo de concorrência que use o marketing tradicional.

Por que aplicar o Marketing de Guerrilha?


O grande diferencial de utilizá-lo é que não pode parecer uma propaganda, ele tem o objetivo de instigar o observador fazendo com que pare para pensar se aquilo que está acontecendo é real ou não.

Um dos maiores princípios desse marketing é fugir do marketing tradicional, criar ideias novas para aparecer, seguindo a ideia “não compre mídias, crie uma”. Por essa e outras muitas razões, o marketing tradicional não tem mais surtido tanto efeito quanto antes e o marketing de guerrilha tem ganhado grande espaço a cada dia.

Os benefícios são diversos: ampliando a comunicação, formando profissionais multidisciplinares, criando algo totalmente novo e inusitado que chama atenção de quem olha e aumentando a curiosidade e a vontade dos clientes de conhecerem melhor a marca, sendo ela grande ou recém-criada.

Um bom exemplo de marketing de guerrilha foi quando a Clemenger BBDO, empresa de publicidade, precisava divulgar, em 2011, o BigPond Adelaide Film Festival na Austrália. Para isso, criou a campanha waiting marketing, ambientando salas de cinema em pontos de ônibus, com direito a cadeiras especiais, cortinas vermelhas e um projetor que todos os dias exibia trailers dos filmes que iriam rolar no festival.

Para desenvolver propagandas de destaque e a inovação da sua empresa, conte com a Pacto Consultoria. Entre em contato e saiba como podemos te ajudar.