A relação entre Liderança e Suits

Liderança e Suits

Relação entre liderança e Suits

Em nosso dia a dia existem diversas figuras públicas que nos fazem lembrar da palavra líder, relacionamos diretamente à ela nomes como Nelson Mandela, Oprah Winfrey e Gandhi. Entrando no mundo fictício dos filmes também podemos ver grandes nomes de liderança, além de assistir uma vez, temos a possibilidade de revermos quantas vezes quisermos, incluindo grandes atitudes e discursos que podem inspirar diversas pessoas. Portanto, falando sobre a sétima arte a qual cada vez tem se moldado de forma diferente, que além de produções cinematográficas repletas de reviravoltas, tramas incríveis e roteiros que geram sentimentos, as séries têm se apresentado cada vez mais inclusa em nosso cotidiano, para muitos um incrível passatempo, para outros, um modo de observar as correlações diretas com a vida. Portanto, iremos correlacionar durante este artigo, a relação entre liderança e Suits.

Suits

Caso não conheçam Suits, é uma séria que aborda a vida de Harvey Specter, um advogado com uma carreira brilhante em uma empresa de advocacia, a qual contrata somente pessoas formadas na faculdade de Harvard, seu companheiro de trabalho Mike Ross é jovem genial que apresenta memoria fotográfica, a dupla com nomes não tão convencionais, apresentam traços em seu lado profissional de líderes, o que intriga à todos. Desse modo, falaremos um pouco mais sobre como esses personagens fictícios apresentam características que são cada vez são mais requisitadas e necessárias em líderes e profissionais presentes no mercado de trabalho.

Liderança:

O Paradigma do chefe, o qual existe uma pessoa que só toma as decisões da área e gera as demandas para as equipes, cada vez mais tem sido questionada e tem sido requisitado pelo mercado de trabalho, lideres ao invés de chefes. Existem vários exemplos de lideranças (Liderança autocrática, Liderança Laissez Faire (liberal) e Liderança democrática), mas os mesmos apresentam diversas características em comum, a principal sendo pessoas que não somente coordenam, como inspiram e motivam suas equipes para alcançar um objetivo maior, a habilidade de gerar os melhores resultados é algo que pode e deve ser trabalhado nas pessoas de forma gradativa, por isto demonstraremos duas destas características de um líder, respectivamente a confiança e a inteligência emocional, com exemplos baseados na série Suits, citada anteriormente, para se debater sobre liderança.

Confiança:

Na série quando Harvey contrata o jovem Mike Ross para sua equipe, o mesmo fingiu ter o diploma de direito de Harvard enquanto nunca havia cursado nenhuma faculdade, Harvey mesmo sabendo disto, acreditou no potencial deste jovem e por fim o contratou, ao desenrolar da história Mike acaba se tornando um advogado incrível, talvez melhor até que o próprio Harvey.

A passagem anterior é um exemplo de confiança profissional, muitos acreditam que a confiança é moldada apenas por estar ciente de suas responsabilidades, mas, na verdade, confiança também está relacionada em acreditar na sua equipe em qualquer momento, mesmo existindo riscos. Demonstrar para sua equipe que acredita neles, os inspira, gerando tanto resultados como desenvolvimentos pessoais, pois lideres não somente fazem escolhas, mas sim acreditam em suas escolhas. A confiança de Harvey é algo que a todo momento é perceptível para quem assiste à série, isto é o reflexo da vida profissional, pois é fácil de se notar a presença ou falta desta característica em suas equipes. 

Inteligência emocional:

No dia a dia de um profissional são necessárias decisões e ações que apresentam riscos, muitas das vezes emoções como o medo, raiva e tristeza podem tomar conta destes momentos e gerar resultados não agradáveis. 

Mike Ross como um advogado de uma firma de proporções grandes, necessita participar de processos de grandes riscos que estão relacionados a fusões de empresas, muito da sua vida pessoal se é demonstrado durante a série e como todo humano existem perdas e frustrações, mas o mesmo consegue separar o seu lado pessoal do profissional e ao vestir seu terno e gravata, consegue entrar no escritório e tomar as melhores decisões vindas de seu lado racional e profissional.

Ter inteligência emocional não é uma característica em que somente será refletida na vida profissional da pessoa, mas sim, como na pessoal. Saber reconhecer e controlar suas emoções pode ser chamado de um dos maiores desafios do século. Na administração contemporânea a informação é vista como a maior dádiva para os profissionais, estas informações, juntamente com a inteligência emocional, são caminhos para o sucesso.

Conclusão

Logo, resultados melhores e maiores são gerados por grandes equipes e as mesmas são movidas por grandes líderes, por isto trabalhar isto em si, observar e estudar sobre este assunto somente trará vantagens para o seu lado profissional, não é necessário ter a vontade de se tornar o chefe de uma área ou uma empresa, mas só de apresentar características de um líder você já estará passos a frente para o mercado atual.

Gostou do conteúdo? Quer entender melhor sobre Cultura Organizacional? Entre em contato conosco e marque uma reunião.

Siga a Pacto Consultoria Jr. no Instagram e LinkedIn para mais conteúdos como esse!