Gestão de Pessoas: Como Exercê-la

Como Exercê-la

5 Razões Para Praticar a Gestão de Pessoas

Se compararmos as organizações da Era Industrial com as atuais, uma das principais diferenças é a percepção sobre os capitais.

A valorização dos ganhos financeiros proporcionava às empresas uma grande vantagem competitiva, onde quem produzia e ganhava mais era melhor perante o olhar do mercado.

Há alguns anos, essa realidade mudou completamente, estando os ganhos financeiros em segundo plano para grande parte das organizações, tornando o capital humano o grande diferencial.

Mas como valorizar o capital humano? Por meio da Gestão de Pessoas. Ela tem como objetivo alinhar os objetivos estratégicos da organização com os interesses de seus membros, focando no aumento da produtividade e na satisfação das pessoas.

Parar gerir pessoas é preciso se atentar ao fato de que há um grande número de características pessoais e profissionais envolvidas, e nunca somente uma linha de pensamento e comportamento.

Agora você já sabe como a preocupação com os membros das organizações surgiu e seus motivos. Você deve estar se perguntando quais seriam as vantagens de aplicar esses fatores a sua empresa, certo?

Pensando em esclarecer esse tema, a Pacto Consultoria lista 5 razões para exercer a Gestão de Pessoas na sua empresa, acreditar nos membros e investir na atenção dada a eles.

1- Clima organizacional

Você sabe a importância de conhecer o clima da sua organização?
Através dessa análise é possível perceber os principais pontos positivos e negativos que afetam os membros na execução de suas atividades, permitindo eliminar problemas corporativos e proporcionar um melhor ambiente de trabalho.

2- Comunicação clara e objetiva

Uma comunicação interna falha resulta em uma integração igualmente falha, com defeito. Saiba como melhorar a comunicação empresarial em 5 passos objetivos.

Em uma organização todos devem estar cientes dos acontecimentos, das atitudes tomadas, das decisões, dos parâmetros estabelecidos e dos motivos para qualquer mudança. Por menor que seja, uma vez que o coletivo sempre irá afetar no individual, assim como o individual afeta diretamente no coletivo. A comunicação pode ser exercida, por exemplo, através de reuniões com toda a empresa, reunião das áreas e e-mails.

3- Investimento em talentos

Muitas pessoas tem grande potencial de crescimento, porém, por timidez ou problemas pessoais e de relacionamento não conseguem colocar em prática todo o talento que possuem, deixando de colaborar para o sucesso da organização.

Está diretamente relacionado com gestão de pessoas já que investir em talentos nada mais é do que, de certa forma, patrocinar o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais, pensando a médio ou longo prazo.

4- Reconhecimento de novos talentos

Quando se acredita no seu ambiente de trabalho, independente do tempo em que você esteja na organização, você deseja que o empreendimento prospere. Para que isso aconteça, deve haver um forte processo seletivo, visando melhorar cada vez mais a qualidade dos profissionais que por ali passam. Entregue as responsabilidades sempre nas mãos de novas pessoas tão capacitadas quanto as antigas, ou, se possível, ainda melhor preparadas.

5- Avaliação de Desempenho

Na nossa rotina, muitas vezes agimos no automático e não percebemos nossos acertos e nossas falhas. Logo, avaliar seu próprio desempenho e receber feedback de terceiros é uma oportunidade de analisar seu propósito como profissional, seus anseios e se as suas atitudes levarão você, sua equipe e sua empresa ao patamar desejado perante o mercado.

Para garantir o bom desempenho da sua empresa em Gestão de Pessoas, a Pacto Consultoria oferece soluções especializadas em RH, como Recrutamento e Seleção e Pesquisa de Clima Organizacional. Entre em contato e saiba como podemos impactar seu negócio de forma totalmente personalizada.