#Blog #Empreendedorismo #Estratégico #Inovação #Pessoas #Processos

Como dar e receber um Feedback

O feedback é uma prática de suma importância para fomentar o potencial produtivo no ambiente empresarial, pois ele confirma ou modifica as ações dos colaboradores frente aos interesses gerais da empresa. Apesar de ser um poderoso instrumento de avaliação de desenvolvimento profissional e organizacional, muitas pessoas possuem medo, ou simplesmente não gostam do feedback, principalmente […]

Por Roberto Lourenço

Como dar e receber um Feedback

O feedback é uma prática de suma importância para fomentar o potencial produtivo no ambiente empresarial, pois ele confirma ou modifica as ações dos colaboradores frente aos interesses gerais da empresa. Apesar de ser um poderoso instrumento de avaliação de desenvolvimento profissional e organizacional, muitas pessoas possuem medo, ou simplesmente não gostam do feedback, principalmente porque existe uma maneira certa de expressar essa opinião no contexto empresarial. Dito isso, o texto a seguir tem o objetivo de esclarecer os métodos de feedback existentes para cada situação específica. Além disso, vale ressaltar, que não podemos aplicar o mesmo sem nenhum tipo de conhecimento e prática, pois pode afetar uma boa convivência entre os profissionais.

O que é Feedback?

Resumidamente, significa opinião, avaliação, comentário. Ou seja, é um termo utilizado para expressar um ponto de vista. Seu objetivo principal é analisar as ações dos indivíduos em determinadas tarefas, como desempenho e resultado. Com isso, usa-se como um instrumento para uma performance mais eficiente.

Dessa forma, o feedback vem sendo utilizado em larga escala pelas atuais empresas, como forma de identificar suas fraquezas e forças, que impulsionem a sua capacidade produtiva. Além de avaliar o indivíduo, o feedback também pode analisar o desempenho uma equipe ou a empresa em sua totalidade. Dito isso, em âmbito empresarial ela se resume em uma ferramenta para gerir equipes, principalmente na verificação de resultados, com intuito de realizar melhorias que levem a empresa na direção certa.

Feedback Informal

O feedback informal, do cotidiano, não interrompe a rotina de um trabalho e nem a produtividade de um grupo. Diante disso, ele pode ocorrer de maneira sutil e involuntária, com um simples gesto de aprovação ou desaprovação da atitude do colaborador. Por exemplo, o olhar de um gestor quando funcionários estão dispersos e o mesmo está discursando, ou seja, ele é uma ferramenta usada para realinhar rapidamente o comportamento da pessoa. Nessa perspectiva existe uma ferramenta de liderança parecida com o feedback informal chamada one-on-one que basicamente são conversas curtas, que giram em torno do que está indo bem e do que precisa mudar.

Feedback Formal

É aquele que vai demandar tempo de ambas as partes. Dessa forma, deve ser planejado com antecedência pelo gestor. Entretanto, ele não é visto como algo que atrapalhe a produtividade da equipe, pois ele aponta a direção para eliminar possíveis entraves e mudar as ações dos colaboradores em determinadas atividades. Portanto, mesmo que demande mais tempo, ele é utilizado para potencializar projetos futuros.

Feedback Positivo x Negativo

Feedback Positivo

Primeiramente, a principal função do feedback positivo é confirmar ao colaborador ou a um grupo, que suas atitudes estão maximizando resultados para alcançar determinada meta. Além disso, se utiliza periodicamente, garantindo o retorno necessário para o funcionário entender os pontos que está acertando. Nesse sentido, além de ser usado quando a empresa identifica bons resultados da equipe, o feedback positivo pode ser usado quando o grupo vai além dos resultados esperados, ou seja, quando trazem inovações que contribuem para o crescimento da empresa.

Só para ilustrar um exemplo de feedback positivo, nós temos uma situação comum nas empresas, nas quais um dos principais valores é o atendimento de qualidade ao cliente, quando um colaborador se preocupa com determinado serviço prestado ao cliente, indo além das suas funções para auxiliá-lo, é muito provável que o mesmo receba um feedback positivo tanto da empresa, quanto do cliente. Por fim, esse feedback estimula cada vez mais o engajamento profissional dos colaboradores, o qual fica cada vez mais motivado a cumprir suas tarefas, gerando um aprimoramento constante nas atividades realizadas na empresa.

Feedback Negativo

No feedback negativo, a sua função é identificar atitudes e comportamentos negativos, que não possuem possibilidade de aprimoramento. É apenas uma avaliação negativa, que não necessariamente terá impacto de mudança sobre a pessoa. Muitas das vezes esse feedback negativo, é facilitado com uma avaliação de desempenho do colaborador, frente a alguma atitude que ele tomou diante da sua equipe, do seu gestor ou cliente, ou seja, avaliação pode garantir uma clareza sobre o que se espera do indivíduo dentro da empresa, e qual ação sua foi oposta no que condiz a esse esperado.

Esse feedback costuma ocorrer de maneira momentânea a situação, para que o colaborador assimile com mais rapidez tal erro, e mude de atitude o mais rápido possível, diminuindo as chances do problema se agravar. Para explicar de maneira clara um feedback negativo, suponha-se que um colaborador esteja com excesso de demandas, e por conta disso, não atendeu ao cliente da devida maneira, resultando uma troca de preferência do cliente para uma outra empresa.

Frente a isso, tende ao gestor, explicar que esse tipo de atitude afeta o desempenho da empresa, e que essa situação não poderá ocorrer mais. Por fim, esse feedback deve ser dado com seriedade, respeito e sensibilidade para não gerar desgastes emocionais de ambas as partes, pois pode ocasionar em uma ruptura de boas relações entre os indivíduos.

Como implementar a cultura de Feedbacks?

Como foi possível perceber Feedbacks são essenciais para o alinhamento estratégico das equipes. Dessa forma, amplia o campo de visão dos colaboradores no que concerne a ações a serem mantidas pelo bom resultado e falhas que necessitam ser aprimoradas para alcançar os objetivos. Como já foi abordado, o feedback é uma via de mão dupla, assim como os funcionários devem estar abertos a críticas e recomendações. Além disso, os líderes também devem estar abertos, ou não estarão aptos a liderar.

Portanto, em uma posição superior, você necessita ouvir feedbacks tanto dos seus parceiros, quanto de clientes para poder indicar melhorias em determinada atividade. Por conta disso, implementar uma cultura de feedback na empresa, significa muito mais do que retornos sobre determinadas ações dos colaboradores. Diante disso, se torna necessário um treinamento para os gestores aplicarem o feedback de maneira adequada. Além disso, por outro lado, também é importante preparar os profissionais para lidarem com críticas e elogios, para que estes feedbacks agreguem em seu aprendizado. Dito isso, existe algumas maneiras de facilitar a cultura de feedbacks:

Passo a Passo

  • Criar um ambiente que transmita segurança, onde os funcionários não se sintam intimidados na hora de opinar, a fim de manter uma troca de pontos de vistas;
  • Avaliar desempenhos profissionais de maneira construtiva, pois críticas agressivas não ajudam no crescimento profissional, apenas desmotivam;
  • Comentários positivos aos colaboradores diante de atitudes reconhecidas, pois esses detalhes motivam os profissionais a darem o melhor de si, fomentando os resultados da empresa;
  • Criar uma cultura de feedback sólida, para que se torne algo habitual na empresa e não um grande evento de horário marcado. Devido que, grandes burocracias reduzem o crescimento tanto da empresa, quanto dos funcionários;
  • Saber identificar os momentos que o feedback devem ser coletivos ou individuais. Nesse sentido, os individuais devem ser feitos diante de uma inovação, dando importância e reconhecimento pelo esforço do colaborador individualmente. Já os coletivos, devem ser feitos em uma reunião de equipe, onde de se evidencia a contribuição de cada funcionário, para ter alcançado o resultado.

Como aplicar um Feedback de maneira assertiva

Como foi dito no início do texto, fazer e receber um feedback não é uma tarefa fácil. De um lado, os colaboradores que pensam que apontarão suas falhas, sem terem a chance de argumentarem por temerem a demissão. De do outro, temos um gestor que sabe as grandes expectativas que se tem dele, e procrastina as reuniões por não saber fazer um feedback de qualidade. Dessa maneira, existe alguns pontos que podem ajudar no desenvolvimento de feedback de uma pessoa:

Passo a Passo

  • Em primeiro lugar, é importante o profissional se preparar antecipadamente para o feedback, para conseguir abordar todos os assuntos essenciais para o aprimoramento da empresa. Uma dica é atualizar diariamente uma planilha com assuntos que não poderão faltar na reunião;
  • Em segundo lugar, para evitar possíveis contradições nos feedbacks, é importante deixar anotado na planilha todos os argumentos que frisem seu ponto de vista;
  • Em terceiro, é necessário criar um clima inicial agradável antes do feedback, como comentários sobre viagens, família, para amenizar a tensão nesse primeiro contato. Logo, as conversas sobre avaliações e planos futuros almejadas para o colaborador se torna mais fluída;

  • É importante iniciar o feedback com pontos positivos, como bom desempenho, habilidades específicas, competências e atitudes dos colaboradores que favoreceram o crescimento da empresa;
  • Além de exemplificar de maneira geral o desempenho do colaborador, expresse dados concretos que reforcem sua opinião. Dessa forma, essa atitude fará o colaborador se sentir satisfeito com seu trabalho, pois perceberá que seu gestor o acompanha de perto;
  • No momento de comentar os pontos negativos do colaborador, trate esses erros como pontos suscetíveis a uma melhora, e que o colaborador não precisa buscar esse aperfeiçoamento sozinho. Portanto, é importante frisar que a empresa está disposta a ajudá-lo a desenvolver esses pontos com conselhos, cursos, ou com mentorias de funcionários mais experientes;
  • Por fim o feedback deve ser visto como um plano de ação que visam aprimorar métodos para elevar o potencial da empresa. Dessa maneira, é importante manter essa constância de feedbacks, para tomar providências específicas que ajudem a superar as dificuldades.

Conclusão

Diante de tudo que foi dito, o feedback não deveria ser visto como críticas pessoais. Pois ele é uma ajuda mútua que amplia o desenvolvimento pessoal e profissional tanto de quem dá, tanto de quem o recebe. Nesse sentido, é uma conversa onde os dois lados podem expressar opiniões, críticas e sugerir melhorias nos pontos falhos, tudo isso com clareza, ética e respeito.

Gostaria de ter soluções inovadoras para as diversas áreas da sua empresa? Entre em contato com a gente e marque uma reunião de diagnóstico gratuita. Além disso, conheça nossos materiais gratuitos e fique ainda mais por dentro de soluções para o seu negócio.

VEJA TAMBÉM

Disney e seu segredos para treinar equipes
#Pessoas #Processos #Sem categoria

Por Milena Magalhaes

Disney e seu segredos para treinar equipes

Excel e sua importância para o dia a dia das empresas
#Blog #Comercial #Empreendedorismo #Sem categoria

Por Gustavo Estrela

Excel e sua importância para o dia a dia das empresas

CONTEÚDO ONLINE