#Pessoas #Processos #Sem categoria

Disney e seu segredos para treinar equipes

Sabendo que as pessoas compõem o elemento mais importante de uma empresa, sendo capazes de transformar e gerar resultados, este artigo tem o objetivo de mostrar como a maior empresa de entretenimento do mundo, a Disney, treina as suas equipes. No texto falaremos sobre a cultura organizacional dessa companhia, como consegue ser fortificada entre os […]

Por Milena Magalhaes

Disney e seu segredos para treinar equipes

Sabendo que as pessoas compõem o elemento mais importante de uma empresa, sendo capazes de transformar e gerar resultados, este artigo tem o objetivo de mostrar como a maior empresa de entretenimento do mundo, a Disney, treina as suas equipes. No texto falaremos sobre a cultura organizacional dessa companhia, como consegue ser fortificada entre os funcionários e como uma boa gestão de pessoas influencia na qualidade das entregas e dos resultados do negócio.

A Cultura Organizacional da Disney

Para vivenciar uma experiência diferenciada e memorável em relação ao tratamento recebido nos parques da Disney, é necessário conhecer os seus complexos, à organização dos parques e dos hotéis, à qualidade das atrações, dos produtos e os serviços oferecidos pela multinacional. Mas como é possível estabelecer um padrão de excelência de uma empresa com parques e resorts localizados em mais de 5 estados e países com um número superior a 100.000 colaboradores ao redor do mundo?  A resposta para isso está na constante fortificação da cultura da empresa entre os seus membros. 

Seguindo essa linha de pensamento, todo esse sucesso é possível em razão dos funcionários acreditarem fortemente na missão da empresa em criar felicidade. Dessa forma, os serviços prestados devem entregar o melhor do entretenimento através das cinco chaves básicas criadas pela companhia.

As 5 chaves

  • Segurança: Chave número 1 e a mais importante, tem como intuito proporcionar um ambiente seguro para todos, reforçando o cuidado do funcionário para com os visitantes;
  • Cortesia: Chave principal para promover um padrão de excelência no atendimento ao cliente a fim de fidelizar os seus consumidores. Nesse sentido, os funcionários possuem uma hospitalidade que vai além do esperado, trazendo interações amigáveis e com muita energia; 
  • Show: Considerando que toda a Disney é um grande show, tudo é minuciosamente planejado nos complexos. Sendo assim, todos os colaboradores têm um papel fundamental independentemente do seu local de atuação. Esta chave está ligada à garantia de que a área está funcionando da melhor maneira possível e que o membro está desempenhando seu papel com dedicação; 
  • Eficiência: nessa chave, o funcionário deve executar sua função de forma eficiente para que os visitantes consigam aproveitar ao máximo a sua experiência na Disney. Desse modo, há o incentivo aos membros em utilizar o tempo e os recursos disponíveis de forma produtiva; 
  • Inclusão: Depois de mais de 60 anos, uma nova chave foi adicionada em Setembro de 2020. Esta foca no bem-estar e imersão não só dos visitantes, como também dos funcionários a fim de ter um atendimento cada vez mais impecável e de excelência. 

Em resumo, as cinco chaves são os guias essenciais para os comportamentos e atitudes de todos os seus funcionários. Por meio de sistemas de reconhecimento, as chaves são reforçadas no cotidiano de trabalho pelos líderes e são ensinadas aos membros na Universidade da Disney. 

A Disney University 

Fundada em 1955 pelo Walt Disney, a universidade corporativa da companhia tem o objetivo de treinar e desenvolver os membros a fim de formar equipes de fato alinhadas com a cultura da empresa. Desse modo, as próximas gerações de colaboradores teriam o “espírito Disney” em seu imaginário e, assim, forneceriam o atendimento de excelência que é esperado. 

Inicialmente, o processo de onboarding ocorre quando todos os funcionários passam pelo curso “Traditions”. Nele, recebem ensinamentos sobre os pilares da cultura, treinamentos personalizados a depender da função desempenhada e são introduzidos como responsáveis por “criar felicidade”. Além disso, os membros recebem produtos personalizados para que tenham essa grande sensação de pertencimento e, consequentemente, de responsabilidade para com a empresa. Os Cast Members têm, ainda, a possibilidade de fazer cursos na universidade sobre temas como liderança e gestão de eventos. 

Todo esse projeto foi essencial para que os complexos Disney, hoje, tenham funcionários satisfeitos com seu trabalho que gerem impacto positivo para a Organização. De maneira geral, os processos de treinar, desenvolver, reconhecer os membros e valorizá-los faz com que cumpram o objetivo principal: gerar uma experiência única na vida de cada visitante da Disney através de um atendimento excepcional. Mas como esse atendimento ao cliente é ensinado às equipes? 

Magia é a alma do negócio 

Levando em consideração a terceira chave “Show”, todo o trabalho na Disney é um espetáculo. Portanto, os treinadores buscam sempre relembrar os novos membros sobre como cada pessoa possui um papel primordial para criar a magia. Dessa maneira, a motivação dos colaboradores fazem a diferença na experiência fora da curva para cada convidado que visitar a Disney. 

Nesse sentido, o reforço da cultura de encantamento dos clientes é feito diariamente pelos líderes das equipes. Por exemplo, os funcionário são incentivados a realizar “magical moments” (momentos mágicos) com os clientes e são, inclusive, reconhecidos por isso. Sendo assim, para garantir experiências únicas, os colaboradores conseguem proporcionar um encontro com algum personagem favorito de um visitante ou fornecer um produto a mais para melhorar a experiência de um cliente que está insatisfeito. Esses tratamentos especiais alinhados à riqueza de detalhes nos complexos Disney tornam inesquecível a vivência dos consumidores e os motivam a querer sempre voltar e ter esse atendimento.

O que a Disney pode nos ensinar sobre Gestão de Pessoas?

Com uma gestão de pessoas admirável, a Disney Company traz diversos aprendizados nesse quesito. Portanto, uma cultura organizacional que cuida dos funcionários proporciona um ambiente harmônico, melhor produtividade, redução das taxas de turnover e lucro crescente. Sendo assim, tais impactos somente são possíveis com o fortalecimento dessa cultura no cotidiano. 

Proporcionar treinamentos assertivos e valorizar o papel dos colaboradores são algumas das ações que possibilitam os Cast Members proporcionem o encantamento e fidelização dos clientes. Ter líderes que estimulem a independência da equipe e a recompensa do trabalho bem feito é um passo para a formação de times de sucesso. 

No entanto, para que os treinamentos sejam proveitosos, é preciso a contratação de pessoas alinhadas com a cultura e com requisitos necessários da vaga.

Como podemos te ajudar nisso?

Ao longo do texto você conheceu os impactos positivos de treinamentos de equipes em uma multinacional referência, a The Walt Disney Company. Contudo, caso não se tenha previamente uma seleção dos funcionários efetiva, todo o trabalho, tempo e recursos investidos em capacitação e desenvolvimento dos colaboradores vai por água abaixo. 

Desse modo, para ter uma equipe alinhada com a cultura do negócio, satisfeita com o ambiente de trabalho e motivada a produzir e gerar resultados, é indicado, em primeiro lugar, realizar um Recrutamento e Seleção assertivo.

Nós, da Pacto Consultoria Jr., podemos te ajudar! Oferecemos esse serviço para os resultados do seu negócio alavancarem através do que consegue mudar e impactar as pessoas certas compondo o seu time. É pelo trabalho bem executado que o seu serviço vai ser feito da melhor forma possível e, assim como na Disney, proporcionar uma experiência única aos seus clientes.

VEJA TAMBÉM

Organizando o seu negócio com o Google Agenda
#Blog #Sem categoria

Por Vinícius Muniz

Organizando o seu negócio com o Google Agenda

Como a rede Outback tornou-se tão poderosa?
#Empreendedorismo #Estratégico #Inovação #Marketing #Sem categoria

Por Marina Bezerra

Como a rede Outback tornou-se tão poderosa?

Como a ineficácia do controle de dados pode sabotar suas vendas?
#Economia #Empreendedorismo #Estratégico

Por Camille Vieira

Como a ineficácia do controle de dados pode sabotar suas vendas?

CONTEÚDO ONLINE