• Pacto Consultoria Jr.

Ser Ou Não Ser Empreendedor, Eis a Questão (Parte 1)


Hoje, a maior parte da população busca “estabilidade”, mas o que isso quer dizer? Para muitos, uma renda moderada, confortos básicos atendidos e segurança. Contudo até onde esse senso de comodidade é benéfico? De acordo com Robert Arnott, “em investimentos, o que é confortável raramente é rentável”. Sendo assim, o que é preciso para ser empreendedor hoje, em meio ao cenário exigente em que vivemos?

Basicamente, sair da zona de conforto, deixar de lado um pouco do que a sociedade taxa como o “padrão”: faculdade, estágio e encontrar um emprego seguro. Se você “pensa fora da caixa”, o primeiro passo já foi dado. Um preço a se pagar pelo sucesso, independência financeira e realização é, sem dúvidas, a insegurança.

Entretanto, pode ser complicado sair dessa zona de conforto com tantos contras: uma crise assolando o país, um cenário pouco favorável e, ainda assim, competitivo. O que nos leva a crer que tem de haver um diferencial.

Crises são momentos instáveis, não há como negar. Historicamente, a imagem que temos de crise é, por exemplo, 1929, com pessoas se jogando dos prédios e taxas altíssimas de desemprego. Mesmo assim, em meio a um cenário pessimista, grandes ideias surgiram; empreendedores vislumbraram que aquele poderia ser o momento de se arriscarem e buscarem o sucesso e eles estavam certos.

Alinhando suas necessidades com os recursos disponíveis, esses homens conseguiram se tornar grandes nomes em meio a um cenário negativo. Um exemplo claro é Charles B. Darrow. Após ser demitido de uma empresa que passava por uma crise financeira, ele começou a cuidar de seus filhos em casa. Devido à situação econômica precária, as crianças não possuíam muitos brinquedos ou divertimento, levando Darrow a criar um jogo de tabuleiro para sua família passar o tempo. Esse jogo se tornou popular entre seus conhecidos, até que Darrow decidiu comercializá-lo. Assim surgiu o “Monopoly”.

Seguindo esse exemplo, se Charles não tivesse, em meio às adversidades, seguido com sua ideia e investido nela mesmo com todas as dificuldades, hoje ele não seria lembrado como um daqueles que conseguiu vislumbrar na crise o lado da oportunidade e não o da estagnação.

A verdade é que não existem “dogmas” quando falamos de economia, ela é totalmente mutável e esse é seu intuito. Ao longo dessa semana, a Pacto Consultoria irá exibir uma série de textos seguindo o tema “ser ou não ser empreendedor, eis a questão”, apresentando histórias, estratégias e metodologias que auxiliaram grandes negócios a chegar a seu ápice mesmo em momentos desfavoráveis. Acompanhe!

#empreendedorismo #crise #oportunidade

Pacto Consultoria

Impactando o mercado com

soluções de excelência

  • Facebook Pacto
  • Instagram Pacto
  • LinkedIn Pacto
Ponto Localizacao
Telefone
Carta

Niterói