• Pacto Consultoria Jr.

Ovos De Páscoa, Microeconomia e o Que Nós Temos a Ver Com Isso


Semana passada (3/03), saí da empresa e fui esperar meu ônibus perto das Barcas. Ali perto, me deparei com uma propaganda da empresa “X” dizendo: “ Ovos de Páscoa em 10 vezes sem juros”. Apesar de não parecer, em um primeiro momento, essa jogada publicitária muito tem a ver com o conceito de elasticidade preço-demanda, lecionado em aulas de Microeconomia.

Em poucas palavras, a Elasticidade “mede a intensidade da variação da quantidade demandada de um bem diante da variação de seu preço”, segundo a Universidade Anhembi Morumbi. Exemplificando, imaginemos uma cerveja artesanal custe R$50 reais, sendo possível vender 100 cervejas, neste preço. Se essa mesma cerveja passa a ser vendida por R$55 reais e, devido ao aumento de preço, sejam vendidas 70 cervejas, significa que houve uma queda na demanda. Dessa forma, a Elasticidade desse produto é 3, pois houve um aumento do preço em 10% e a demanda caiu 30%. Entende-se que para descobri-la, divide-se a variação da demanda pela variação do preço.

Por isso, quando a Elasticidade é grande, significa que os consumidores daquele bem sentem muito as mudanças no preço. Por outro lado, quando a Elasticidade é pequena, quer dizer que os consumidores são pouco sensíveis quando o preço sofre variações. É nesse contexto que os ovos de Páscoa, a propaganda do primeiro parágrafo e nossos hábitos de consumo entram em debate.

Embora uma grande parcela das pessoas reclame dos preços abusivos cobrados pelos ovos de Páscoa a cada ano, a mesmas continuam comprando sem parar. Não importa se terão que trabalhar mais para fazer um dinheiro extra para pagar, se deixarão de comprar outras coisas durante o mês ou então irão dividir em 10 vezes sem juros a dívida: o que importa é ter os ovos. Elas são praticamente insensíveis as variações de preço, já que o ovo é um símbolo tão enraizado na nossa cultura que, para maioria das pessoas, não ter os ovos de chocolate está fora de discussão.

Diante do explicitado, não vislumbro um futuro muito diferente para nós, se não nos reeducarmos financeiramente. Os ovos de páscoa são apenas um exemplo, mas almejando ter uma pseudoposição social elevada, estamos cada vez mais nos endividando para comprar bens que não podemos, aceitando o preço que o mercado impõe e, com isso, comprometendo a nossa saúde financeira.

Feliz Páscoa!


67 views

Pacto Consultoria

Impactando o mercado com

soluções de excelência

  • Facebook Pacto
  • Instagram Pacto
  • LinkedIn Pacto
Ponto Localizacao
Telefone
Carta

Niterói