• Pacto Consultoria Jr.

Design Thinking: Empatia, Colaboração E Experimentação


Recentemente o termo Design Thinking – criado por Tim Brown da IDEO – começou a ganhar destaque e diversas publicações, além de cursos, que começaram a circular no país. Mas o que é “Design Thinking” e por que ele tem sido tão citado no meio dos negócios e empreendedorismo?

A profissão do designer é bastante conhecida nas áreas do Design Gráfico, Design de Produto e Design de Interfaces. Entretanto, o termo “design” atualmente é ligado a diversos outros campos que fogem da utilização inicial, como por exemplo “design de sobrancelhas” e “cake design”, fazendo com que essa pluralidade em sua utilização gere algumas dificuldades no seu entendimento. Em essência, a atividade do designer pressupõe que diversos problemas se apresentam para serem resolvidos, e dessa forma ele propõe soluções para estes problemas através de projetos (apesar de nem todo projeto fazer uso do design).

Para projetar, o designer faz uso de diversas metodologias que foram sendo ampliadas e ganharam outras utilizações fora da esfera específica da profissão do designer. Pelo seu foco no usuário, sua simplicidade e sucessivos testes de caminhos e resultados, as metodologias de design foram se expandindo para o mundo dos negócios e ganharam o nome de Design Thinking. A grande concorrência e o mercado globalizado exigem inovação constante e rapidez de resposta, que podem ser proporcionadas pelo Design Thinking, sustentado em três grandes pilares:

- Empatia: o foco é o usuário e a imersão no mundo deste, sendo o seu entendimento e compreensão essenciais para a atividade de design;

- Colaboração: a co-criação, a pluralidade e multidisciplinaridade são muito valorizadas na criação de equipes de trabalho e proposição de ideias;

- Experimentação: com o intuito de minimizar riscos, protótipos e testes são realizados durante todo o projeto, desde o seu início, validando resultados e evitando o dispêndio desnecessário de recursos e a ocorrência de grandes erros.

Assim, o grande trunfo do “Design Thinking” é propor ferramentas simples, mas eficazes, que podem ser utilizadas também por gestores e empreendedores, na busca do equilíbrio entre, por um lado, as restrições existentes e, por outro, a inovação e a criatividade demandadas na proposição de novos produtos e serviços, como também no relacionamento com clientes.


440 views

Pacto Consultoria

Impactando o mercado com

soluções de excelência

  • Facebook Pacto
  • Instagram Pacto
  • LinkedIn Pacto
Ponto Localizacao
Telefone
Carta

Niterói