• Mariana Soeiro

Como praticar o Desenvolvimento Sustentável


Como todos sabemos está se tornando cada vez mais urgente a necessidade de se adotar princípios sustentáveis em nossas vidas. Desastres ambientais, em sua maioria causados pelos seres humanos, vem abalando nosso meio ambiente. E que tal aderir não somente em sua vida pessoal mas também em seu negócio meios para tentar reduzir esses impactos no nosso mundo e satisfazer as necessidades da nossa geração sem comprometer as futuras?


O termo responsabilidade socioambiental surgiu na década de 90 e vem ganhando força nos últimos anos. Trata-se de ações que respeitam o meio ambiente e as políticas que tenham como um dos principais objetivos a sustentabilidade. Sendo todos responsáveis pela preservação ambiental: governo, empresas e cada cidadão.


Hoje em dia muitas empresas aderem a responsabilidade socioambiental pois a veem como um grande negócio, já que cada vez mais cresce o número de pessoas que desejam contribuir com empresas que não violam o meio ambiente e investem em ações sociais.


Você pode conferir a tendência pela preferência por negócios de impacto social.


Além de reduzir custos para a empresa já em pequenas atitudes como ao desligar luzes desnecessárias, reutilizar a água ou instalar sistemas de aquecimento e resfriamento geotérmico já diminui os custos com luz e água.


Você sabia que muitas das grandes empresas são socioambientalmente responsáveis?


A Natura é a mais famosa nesse ramo no Brasil, estando inclusive em 14º lugar no ranking global de empresas mais sustentáveis. Ela usa as riquezas naturais das florestas para produzir seus cosméticos de forma ambientalmente correta e de alta qualidade. Por meio de parcerias com produtores rurais para a exploração consciente e o manejo controlado de algumas das riquezas naturais do país: castanha do pará, erva doce, dentre outros.


A empresa passa para seus clientes a percepção de como a natureza é importante e devemos preservá-la, e que é possível crescer e criar novo produtos estando em harmonia com a natureza.


A Cervejaria Ambev - detentora das marcas Brahma, Skol, Antarctica e Guaraná - construiu metas sustentáveis para o futuro da empresa. Dentro delas se enquadram ações como usar fontes renováveis de energia, reduzir as emissões de carbono, utilizar embalagens renováveis e melhorar a disponibilidade e a qualidade da água para as comunidade com as quais de relaciona.


E segundo dados divulgados pela Ambev, mais de 99% dos subprodutos utilizados em suas operações foram corretamente reaproveitados.

Você sabia que existem incentivos fiscais dados pelo governo para empresas que adotam o desenvolvimento sustentável?

As empresas que exerçam a atividade de reciclagem de resíduos sólidos poderão ter reduzidas pela metade as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidentes sobre importação ou aquisição de máquinas e equipamentos destinados à reciclagem ou à produção de energia renovável.


O benefício só será concedido para as empresas que tiram pelo menos 80% da sua receita bruta anual das atividades de reciclagem de resíduos sólidos.


O IPTU Verde, de responsabilidade dos municípios, oferece descontos para as empresas que possuem imóveis com soluções sustentáveis. A aplicação ou não deste incentivo, o valor do desconto e as práticas sustentáveis necessárias variam de município para município.


Mas como ser uma empresa sustentável?


Para quem tem ou vai ter um negócio em construção ou tem condições financeiras para fazer uma obra pode requerer um Certificado de Sustentabilidade, que nada mais é do que uma certificação cujo principal objetivo é promover construções que gerem baixo impacto ambiental durante a obra e sua vida útil e que, ao mesmo tempo, garantam a viabilidade econômica do empreendimento e o bem-estar e a saúde dos seus usuários.



Existem 5 tipos de certificados no total e é necessário que você identifique qual se enquadra melhor com o perfil do seu negócio e com o que você deseja. Este certificado ajuda a empresa a conquistar reconhecimento formal e credibilidade no mercado. Leia mais sobre eles clicando aqui.


E para os que já tem seu próprio negócio e mesmo para os que ainda o estão construindo, existem algumas práticas que ajudam a manter uma empresa sustentável não só no quesito ambiental, mas também econômico.


Sustentabilidade Corporativa


Já ouviu esse termo? Pois bem, trata-se de uma abordagem de negócios que agrega bastante valor à empresa através de estratégias de longevidade. Como assim?


Uma empresa cria ações de estratégia sustentável em suas áreas quando estabelece a ideia de sustentabilidade na sua economia, na redução de custos, no ideal de seus funcionários, e explora novos modelos de mercado, procurando sempre melhorar o posicionamento e valor da marca, além de elevar a moral de seus colaboradores.


Para isso deve-se definir ações pontuais em todas as áreas de gestão, de maneira a inserir a sustentabilidade em todas as suas gerências. Desenvolver um mapa de ações de responsabilidade socioambiental, no qual constam relatos do que é desenvolvido na entidade e indicadores de monitoramento para acompanhar a performance dessas ações.


O objetivo é transformar o mapa em um grande instrumento de gestão estratégica do tema.


Você pode conferir um e-book detalhado sobre estratégias e atitudes sustentáveis em empresas.


Engajamento de Partes Interessadas (Stakeholders)


Todos no ramo dos negócios sabem a importância dos stakeholders para uma empresa. E para conseguir o engajamento deles é necessário realmente fazer a diferença dentro de uma comunidade, assim como a Natura e Ambev têm feito ao desenvolver parcerias e projetos colaborativos com comunidades tradicionais e produtores rurais.


É preciso mostrar o impacto e a importância de suas ações para seus clientes e colaboradores, deixando sempre clara a mensagem que deseja transmitir.


Mas por que se tornar sustentável?


É muito importante que você tente mudar e se adaptar à sustentabilidade desde já, não só pelo bem do planeta, mas também de sua empresa que futuramente pode se prejudicar com as mudanças se não se atualizar. Como as empresas que fabricam canudo de plástico, que tiveram uma grande queda em suas vendas e consequentemente em seu faturamento.


E agora, de última hora, tem tentando mudar seus métodos de produção. Atualmente os canudos são fabricados com plástico biodegradável, cuja validade é de um ano e o custo de produção é mais caro. Essas empresas também têm investido em maquinário para a produção de canudos de papel.

Ou seja, as indústrias de canudo precisaram mudar toda a sua estrutura em poucos meses para portar a produção de um produto novo, além de precisarem mudar seus ideais e estratégias para conscientizar seus clientes a fazer o descarte do canudo no lugar certo.


Quer auxílio para praticar a partir de já o desenvolvimento sustentável? A Pacto Consultoria pode te ajudar! Entre em contato e podemos juntos traçar as melhores estratégias para o seu negócio.

Pacto Consultoria

Impactando o mercado com

soluções de excelência

  • Facebook Pacto
  • Instagram Pacto
  • LinkedIn Pacto
Ponto Localizacao
Telefone
Carta

Niterói