Como planejar a expansão do seu negócio

August 15, 2019

 

 

Você já parou pra pensar e analisar as grandes marcas presente no mercado mundial?

 

Já se perguntou como chegaram ao topo e o porquê de todo o sucesso?

     A resposta para esses questionamentos é: essas empresas não ficam estagnadas e implantam um modelo de expansão de negócio ou expansão empresarial.

     Podemos citar exemplos de empresas que resolveram sair da zona de conforto e começaram a empreender em novos setores do mercado, com novos produtos e muitas vezes até atuam em diferentes ramos, como a Mitsubishi, que atua no segmento automobilístico, no de equipamentos eletrônicos, mineração, estaleiros e etc. Entretanto, vemos exemplos de expansão empresarial mais simples, onde a empresa fabrica produtos novos e modernos mas não sai do seu ramo de atuação no mercado, como a Apple, Google, Samsung, entre outras.

 

Mas então, o que é uma expansão empresarial ou de negócio?

     Quando uma empresa atinge seu ponto máximo de crescimento (definido no planejamento estratégico) e busca ultrapassar seus limites, ela começa a pensar em um plano para expandir seu negócio, que pode ser para gerar mais receita ou abaixar os custos, enfim, o que importa é ter uma maior lucratividade.

     A estratégia de aumento, geralmente, gira em torno de expandir sua atuação de mercado, ampliar a linha de produtos, alcançar novos clientes, investir em tecnologia, etc.

     A seguir vêm alguns pontos que podem ser adotados nesse processo:

  • Oferta de novos produtos ou serviços;

  • Mudança de local da empresa;

  • Adição de franqueados;

  • Fusão ou aquisição de novos negócios;

  • Entrada em novos mercados.

Por que realizar a ampliação do seu empreendimento?

     Uma empresa pode pensar nesse tema por diversos motivos, mas um deles certamente seria 'para manter a empresa viva'. Esse fato simples e direto sempre deve ser analisado pelos dirigentes da empresa, porque com a globalização e a velocidade que giram todos os processos atualmente, os produtos, em sua maioria, perdem sua relevância rapidamente. A obsolescência, criada pelas grandes empresas para lucrar mais pode ser o maior inimigo dos pequenos e médios empreendimentos que querem crescer.

     Com isso, os pequenos devem ter mentes grandes e desenvolver sempre novas tecnologias, produtos e serviços para que a organização não corra o risco de perder sua utilidade no mercado, como aconteceu com a Kodak por exemplo.

     Abaixo temos um resumo da importância de um plano para ampliação empresarial:

  • Sobreviver no mercado competitivo;

  • Aumentar a geração de lucros;

  • Alcançar mais prestígio;

  • Ampliar o marketing.

     É importante indicar também que, mesmo satisfeita com panorama atual da empresa, a diretoria deve continuar realizando pesquisas para desenvolver seu estabelecimento. Contar com uma análise de concorrência também é essencial para que se tenha o controle do que outras empresas estão produzindo, qual fatia do mercado atendem, e se representam ou não uma ameaça.

 

Vantagens do Crescimento

     Tratando-se de empreendimentos, uma empresa maior significa conseguir aproveitar a economia de escala. Consiste em adquirir muita mercadoria e com isso o preço junto aos fornecedores cai. É mais viável aproveitar essa oportunidade com a empresa já grande ou em expansão pois temos mais certeza de que essas mercadorias irão escoar pelo grande contingente de clientes. 

    Outra vantagem está no volume de negócios que, por se maior, tende a um maior potencial de lucro. Além disso, expandir a empresa por meio de produtos, serviços e setores de mercado pode reduzir muito os riscos. Entre eles estão:

  • Concorrência;

  • Avanços tecnológicos;

  • Estagnação;

  • Insatisfação de clientes.

Desvantagens do Crescimento

     Inevitavelmente, a gestão de corporações maiores tende a ser mais complexa e isso pode fazer com que a gestão do negócio seja mais demorada, dispendiosa e engessada.

     Outro ponto negativo está no fluxo de caixa. Talvez seja necessário fazer empréstimos para comprar novas mercadorias, materiais, contratar novos colaboradores, custear pesquisas etc.

     Além disso, um plano de expansão de negócio mal planejado pode significar a perda do foco, o que poderá levar a uma queda da empresa, seja na falta de qualidade dos produtos ou  do atendimento. Isso seria o efeito contrário a expansão.

 

Então por fim, como fazer o planejamento da expansão de negócios?

1° - Compreenda que nem toda empresa está pronta para expandir. 

     Sendo assim, é fundamental ter áreas muito bem estruturadas, como uma equipe bem qualificada, produtos e serviços de qualidade e processos claros. Sem isso, o crescimento pode não ser saudável.

Também é importante considerar outros fatores como: concorrência, novos hábitos de consumo e oportunidades no ambiente externo.

2° - Tenha clareza sobre o tipo de expansão.

     Existem muitas formas de se expandir um negócio. Um exemplo é quando o empreendedor quer abrir novas unidades da organização. Confira alguns tipos de expansão abaixo:

  • Unidades de negócio;

  • Canais de venda;

  • Mix de produtos;

  • Tipos de clientes atendidos.

3° - Avalie as oportunidades e ameaças do mercado.

     Ao fazer a empresa crescer, é crucial avaliar o ambiente externo e entender suas necessidades, para que possa investir em cima delas e analisar as ameaças para que se consiga evitar e contornar os problemas.

     É interessante ao fazer essa avaliação, observar o microambiente e o macroambiente. Normalmente, é mais seguro expandir quando há um macroambiente favorável, porém, como vimos anteriormente, se sua empresa se encontra estagnada, o tempo certo para expansão é agora.

 

4° - Gerencie a equipe e o medo do novo.

     Uma parte muito importante em todo esse processo são os funcionários, eles quem vão executar e tirar do papel todas as ideias da liderança e diretores da empresa.

Gerenciar bem as equipes de trabalho é fundamental para a saúde do crescimento do negócio, mas como fazer isso?

     Deve se considerar primeiramente que os funcionários terão medo do novo. É muito comum os colaboradores se sentirem ameaçados quanto a permanência de seu cargo quando a empresa adquire outras corporações, fornece mais produtos e serviços, atrai novos clientes, etc.

     Sendo assim, planeje com antecedência como a notícia vai ser passada e como vai ser o engajamento desses colaboradores para que fiquem alinhados com o planejamento e otimizem os resultados. Tente dar espaço para eles em uma política de comunicação clara e transparente em que os funcionários sintam-se pertencentes à corporação e possam participar do planejamento estratégico, tirar dúvidas de forma rápida, fácil e dar opiniões.

 

5° - Determine as métricas e indicadores para controle.

     É fundamental definir indicadores para se acompanhar e controlar a expansão de seu negócio. Isso varia muito com o tipo de expansão que for adotado e para acompanhá-los, é preciso levantar as métricas de desempenho e contar com um software de gestão de projetos.

     Um software ajudaria demais a visualizar, controlar e administrar a mudança. Auxilia também a comunicação da equipe e a gerenciar todas as etapas do processo.

 

     Depois desse artigo, você já sabe o que é, como planejar e executar o plano de expansão de negócios da melhor forma. Caso queira mais informações, entre em contato conosco e agende uma reunião de diagnóstico sem custo nenhum!

 

Boa sorte e sucesso!

 

Please reload

Pacto Consultoria

Impactando o mercado com

soluções de excelência

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
Ponto Localizacao
Telefone
Carta

Niterói